24ª Meia Maratona Internacional de Setúbal

Disputou-se ontem a 24ª Meia Maratona Internacional de Setúbal, e lá fui eu a caminho da terra do carrrapau e do choco frito para fazer mais uma corridinha, sendo que esta, por motivos profissionais, não estava no programa. À última hora houve mudança de planos no trabalho, e o amigo Setubalense Pedro Pisco desencantou uma connection que me conseguiu a inscrição na prova no limite do prazo.


Cheguei a Setúbal cerca de uma hora antes do início da prova, e encontrei uma organização tranquila, onde o levantamento dos dorsais foi relativamente rápido e sem grande confusão. A prova foi tranquila, mas assisti a uma falha aos 15 Km onde o percurso não se encontrava assinalado num entroncamento  e originou que cinco atletas do grupo da frente se enganassem no percurso, perdendo tempo e ritmo precioso.

No aquecimento para a prova (foto cortesia do Pedro Carvalho)
A corrida teve início às 10h00, com um calor considerável e que na minha opinião era merecedor de pelo menos mais um abastecimento. Os três abastecimentos de água aos 5, 10 e 15 Km, foram o mínimo recomendável para uma prova dita Internacional.

Foi a primeira vez que participei nesta prova e não conhecia o percurso, pelo que ia totalmente às escuras para o que me esperava. Ainda assim, tinha definido o objectivo de fazer um tempo entre a 1h50 e 1h55. Fazer melhor que isto era possível, mas após uma semana a treinar fartleks e séries não era recomendável realizar um esforço maior. Afinal de contas esta prova não passa de mais um treino para o objectivo Maratona do Luxemburgo.
O percurso era acessível, bastante plano, com duas rampas ligeiras que não davam para assustar. No final 1H55”00’, mesmo no limite do objectivo traçado. Posição 542 da Geral, 108 do meu escalão.

Durante a prova (foto cortesia do Pedro Carvalho)

Esta foi uma prova onde encontrei muitos amigos das corridas e envio um abraço especial ao Pedro Pisco que possibilitou a minha participação, outro ao Pedro Carvalho dos Bip-Bip Runners e do blog Correr (adois) é Vício de onde “roubei” estas fotos, e outro ao João Afonso que antes de cada prova diz sempre que vai correr devagarinho, vem comigo nas calmas,  +-5’45/Km em ritmo de treino disse-me ele antes da prova; e no final lá apareceu ele com o tempo de 1h40 ou seja 4’45/Km.

O percurso da Meia Maratona de Setúbal

Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

2 Comments

  • Alfredo Afonso

    14/05/2013 at 11:26 Responder

    Caro Nuno Gião,
    Parabéns pelos teus relatos. Parece que os teus companheiros de corrida/blog estão a preguiçar um bocado.
    A intenção era ir mais devagar (como te disse) mas, por volta dos 11kms, não resisti… A ver se te acompanho calmamente na prova que estimo ser a tua última antes da maratona: a Meia da Areia.
    Até lá! Abraço.

  • Pedro Carvalho

    14/05/2013 at 22:06 Responder

    Grande Nuno.
    Bela prova num dia difícil.
    Houve também um abastecimento por volta dos 3 Km's. Acho que se este estivesse algures na estrada da Mitrena talvez fosse mais necessário.

    Abraço!!!

Post a Comment

%d bloggers like this: