Resumo do mês de Julho

O sprint final na Ultra Maratona Atlântica – foto amma
O mês de Julho fica marcado pela minha estreia nas Ultra Maratonas. Ao nível de treinos foi um mês  regular, onde sobretudo cumpri o plano de treinos estabelecido para a estreia na Ultra Maratona Atlântica. Muitos treinos na areia aumentaram o esforço, mas necessariamente baixaram o ritmo médio mensal que vinha sendo regular nos últimos três meses.
A única prova em que participei no mês de Julho foi a Ultra Maratona Atlântica Melides – Tróia, de que podem ler o relato aqui. Foi uma prova bonita, em ritmo lento e de aprendizagem para as próximas edições, onde demorei 6h47 para percorrer os 43 Km do areal Melides – Tróia. Mais do que físico foi essencialmente um teste psicológico, resultado de correr em condições diferente das habituais (diria quase adversas) durante tanto tempo.
Entre treinos na areia, fartleks e séries, tenho de destacar o Treino Temático de homenagem a Francisco Lázaro do qual podem reler a história aqui.
Na Rua Francisco Lázaro em Lisboa


Os números do mês de Julho:

• Contagem: 24 Treinos + 1 Prova
• Distância percorrida: 249,52 km
• Tempo: 26:41:14 h:m:s
• Ganho de elevação: 1410 m
• Velocidade Média: 9,3 km/h
• Ritmo Cardíaco Médio: 152 bpm
• Calorias Gastas: 18939 Cal


Julho já passou e foi um mês bastante positivo pelo objectivo UMA alcançado. O inicio de Agosto antevê-se calmo para dar algumas férias às pernas, e o final será mais forte para entrar na nova época desportiva com um bom resultado na Meia Maratona de São João das Lampas, dia 7 de Setembro.


Boas férias, bons treinos e melhores corridas!!!

Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

No Comments

Post a Comment

%d bloggers like this: