Inatel Ultra Trail do Piodão

Grande prova esta do Inatel Trail do Piodão. Tardou aqui o merecido comentário, mas umas últimas semanas muito movimentadas não me deixaram muito espaço para por a escrita em dia.

Paisagens sempre espectaculares!!!

Voltando ao Piodão, foi um fim de semana muito divertido, numa prova de 50 Km muito bem organizada, e com muita sorte com a meteorologia, o que permitiu competir descontraidamente e ao mesmo tempo desfrutar as belas paisagens que cruzámos no bonito percurso que se percorreu.

Passagem por Chãs d’Égua


Relativamente à organização nada a apontar. O percurso excelentemente marcado, impossível de perder o trilho correcto em qualquer ponto onde pudesse existir uma mínima dúvida. Os abastecimentos, dentro do que tinha sido anunciado, com líquidos, fruta, batatas fritas, marmelada, frutos secos. O percurso algo duro, muita pedra para correr em cima a amassar literalmente os pés, e algumas subidas de respeito que no total perfizeram pouco mais de 3300 metros de desnível positivo. A meteorologia ajudou bastante à beleza da prova, com um dia de sol mas sem excesso de calor, o que permitiu ainda vislumbrar a neve no ponto mais alto do percurso. No dia seguinte fomos visitar de carro o alto do Monte do Cucurinho e um vento e frio brutais contrastaram com o sol sereno do dia anterior. Se tivéssemos apanhado um dia com tempo assim, o dia da prova teria sido de uma dificuldade significativamente acrescida.


Ajuda divina?


Quanto à prova foi efectuada num ritmo tranquilo, sempre na companhia do Vargas, para treinarmos a participação em equipa nos 107 Km do Gerês Trail Adventure. Uma primeira parte da prova mais rápida, mas as duras subidas e os quase 60 Km que já tinha nas pernas dos treinos da semana, começaram a fazer-se sentir e tive de abrandar um pouco na segunda metade da prova para não comprometer a qualidade dos treinos necessários até ao grande objectivo que é o UTSM. Tive de refrear um pouco o ritmo do Vargas, mas penso que foi bom para ambos não esticarmos muito o ritmo. No final foram 51 Km e 3334 metros de desnível positivo, percorridos em 9h10.














O fim-de-semana foi ainda marcado pela excelente hospitalidade e gastronomia locais. A aldeia de Chãs d’Égua recebeu-me a mim e a mais quase duas dezenas de atletas e acompanhantes de braços abertos, e para o ano se repetir esta prova será aí novamente a base para toda a prova.

Sempre a puxar pelo Vargas!!!

Um agradecimento especial às minhas amigas Kwendettes, que aproveitaram o fim-de-semana para descansar pelo Piodão e aproveitaram para fazer claque às equipas Ai Cristo Cristo Vem Cá Abaixo Ver Isto. Vejam o vídeo e vejam porque receberam o prémio de melhor claque da prova!



Continuação de boas corridas e de boas provas!!!

Chegámos!!!


Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

1 Comment

  • João P. Vargas

    08/05/2014 at 11:08 Responder

    Um fim-de-semana espectacular rodeado de gente muito bonita.
    Obrigado A TODOS

    João P. Vargas

Post a Comment

%d bloggers like this: