A caminho do MIUT

A caminho do MIUT

A caminho da Madeira para os 115 Km do Madeira Island Ultra Trail (MIUT).

Que prova atípica vai ser este MIUT face ao que tinha desejado para mim, onde pretendia estar hoje na melhor forma para terminar o MIUT tranquilo e com um bom desempenho, mas onde por diversos motivos não vou conseguir estar a 100%, estarei até bem longe disso…

O mapa da prova
O mapa da prova

O último mês e meio onde deveria ter carregado na intensidade e qualidade dos treinos, limitei-me a rolar devagarinho para tentar não perder a forma mínima admissível a conseguir, pelo menos, ir à Partida do MIUT.

Foi a primeira vez que treinei tendo como objectivo chegar à partida da prova e não, como habitualmente, à meta.

Se na melhor forma o empeno de correr 115Km com quase 7000m de desnível positivo previa-se grande, com a forma possível nem consigo prever como irá ser. Na realidade não consigo prever se consigo chegar a tempo a todos os pontos de controlo horário, nem se sobrevivo aos primeiros 30 quilómetros da prova que são realmente brutais.

Esta será a minha cábula durante a prova
Esta será a minha cábula durante a prova

Vai ser um MIUT no limite, não do desempenho físico mas antes do tempo e das barreiras horárias, a gerir a condição física e a tentar controlar o tempo, ponto de controlo a ponto de controlo. Enquanto me estiver a divertir e o físico resistir aos comandos da mente, lá estarei pé ante pé a percorrer a ilha da Madeira. Serão 32 horas de diversão pura e dura!

Até já Funchal

Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

No Comments

Post a Comment

%d bloggers like this: