Os Nocturnos

Os Nocturnos

Há os Nocturnos de Chopin e há os Nocturnos pelos Trilhos de Sintra.

Gosto igualmente dos dois.

A subtileza, o encanto e a magia com que a Maria João Pires interpreta Chopin, são as mesmas com que o António Pedro prepara cada um dos percursos destes treinos. E hoje já é a edição 96!

Por altura da edição 37 também tinha feito uma referência ao Trilho da Salamandra que podem reler aqui.

SalamandraApós largas semanas de ausência, hoje é dia de regressar à Salamandra e matar saudades de correr pelos trilhos de Sintra à noite e revisitar todos os amigos Salamandrecos.

Até já.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

2 Comments

  • Rui Gomes

    09/05/2015 at 20:30 Responder

    Nada como correr com os amigos, são sem dúvida uma motivação noite treinos. Aproveito para pedir a tua opinião sobre como melhorar a minha performance em subidas longas, mesmo que não muito inclinadas. Eu faço algum treino de rampas curtas e longas. Sugeres mais algum método de treino para complementar? Eu em subidas curtas consigo ter força para inclusivamente aplicar bom ritmo, já nas longas vou completamente abaixo.

    Abraço

    • Nuno Gião

      10/05/2015 at 01:09 Responder

      Olá Rui e obrigado pelo teu comentário. Assim num minuto, e depois tentarei dar uma opinião mais completa, a capacidade de subir a correr está muito relacionada com a nossa capacidade cardíaca, quanto maior a capacidade cardíaca melhor será o desempenho a subir. Todo o tipo de treinos que ajude a melhorar a capacidade cardíaca, os treinos intervalados por exemplo, irão afectar positivamente a capacidade para subir. No entanto o treino de descidas é, para mim, mais importante. Se subires forte e descansares nas subidas o tempo final de corrida será quase sempre mais lento. Já aumentar a intensidade nas descidas pode melhorar o resultado final, sobretudo em percursos com pouco desnível. Mas falaremos depois sobre isto 😉 Um abraço

Post a Comment

%d bloggers like this: