Ultra-Trail® Côte d’Azur Mercantour, a primeira impressão

Ultra-Trail® Côte d’Azur Mercantour, a primeira impressão

Estes franceses sabem bem aquilo que fazem, é a minha primeira opinião após a participação na primeira edição do Ultra-Trail® Côte d’Azur Mercantour.

Uma organização muito profissional com um grande envolvimento das entidades políticas locais e da região dos Alpes Marítimos, numa primeira edição que foi promovida sobretudo para consumo interno, mas que agor, após o sucesso desta primeira edição, terá todas as condições para se potenciar como uma das provas muito interessantes do calendário europeu dos ultras trail.

Quanto a mim tive o gosto especial de ser o primeiro português a participar e terminar esta prova, (era o único português em prova), e pela primeira vez cruzei a meta com a bandeira Portuguesa ao colo em provas de trail, o que também me deu um especial orgulho no final.

Lá como cá, o fenómeno das inscrições versus participações em provas parece existir. Inscreveram-se para participar nos 140 Km do Ultra-Trail® Côte d’Azur Mercantour 713 atletas, tendo comparecido à partida apenas 402 atletas, dos quais apenas 28 eram mulheres.

No final concluíram a prova 191 atletas (47,5% dos participantes), tendo desistido ao longo do percurso 211 atletas (52,5% dos participantes). Apenas 6% dos atletas eram estrangeiros e representaram 14 diferentes nações.

UTCAM 2Em termos pessoais o objectivo era terminar a prova cumprindo os regulamentos, objectivo que consegui em 46:44:29, posição 167 da classificação geral, numa prova que teve como principal vantagem poder descobrir como reage o meu corpo a situações novas e descobrir os prós e contras de dormir 1 hora durante a prova, dos efeitos de um duche a meio da prova, dos efeito de uma massagem com gel frio a meio da prova, de uma alimentação diferente durante a prova,… uma série de situações para mim novas, que o simpático tempo limite de 50 horas para concluir a prova, me permitiram testar com vista a outros desafios no futuro.

A prova em si teve tanto de interessante como de dura. O início da prova foi na cidade de Nice e o final seria na vila de Saint-Martin Vésubie, sendo o percurso anunciado com pouco mais de 141 Km, 10000 metros de D+ e 9000 metros de D-. No entanto a prova não começaria no Km 0 como habitual mas sim no Km -4,5 ou seja, existiu um prólogo inicial de 4,5 Km (inicialmente eram para ser 6,5 Km mas a organização “atendeu” às reclamações dos participantes e encurtou este prólogo), onde os atletas partiram do passeio marítimo junto ao mar e cruzaram, ao melhor estilo da Volta a França, alguns dos principais pontos de interesse de Nice, até ao local oficial da partida no Km 0, promovendo a prova junto da população e turistas. Diria que 90% da prova terá decorrido em single tracks e que mais de 90% do percurso era em pedra, pedrinhas, gravilha ou coisas tais, o que obrigava a uma atenção e concentração mais do que constantes para não se correr o risco de torcer um tornozelo, escorregar ou cair. A temperatura durante o dia rondou os 30 graus, o que se tornou um desafio para a gestão da hidratação e à noite, sobretudo na segunda noite sempre acima dos 2000 metros, eram bem negativas.

UTCAM 1Do início ao fim do percurso subiu-se a 12 cumes, dois entre 600 a 1000 metros, dois entre 1000 a 1500 metros, três entre 1500 a 2000 metros, três entre 2000 e 2500 metros e dois acima dos 2500 metros de altitude.

Apesar de esta ser uma primeira edição, a organização mostrou-se muito profissional e efectiva, com uma zona de Expo e levantamento dos dorsais muito eficiente e interessante, marcações no terreno ao melhor nível, bases de vida com condições quase irrepreensíveis, e cerca de 600 voluntários, muitos deles ao longo de todo o percurso, que sabiam exactamente onde estavam e o que estavam a fazer, e que prestavam de facto uma ajuda efectiva aos atletas que precisavam.

Feita a primeira introdução ao Ultra-Trail® Côte d’Azur Mercantour, aguardem agora pelas histórias da prova.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

1 Comment

  • Mimos | Nuno Gião

    04/10/2015 at 22:18 Responder

    […] Maratona do Luxemburgo é um dos casos que já relatei aqui no passado, e mais recentemente o Ultra Trail Côte d’Azur Mercantour brindou-me também com um mimo pós corrida que partilho aqui […]

Post a Comment

%d bloggers like this: