Ultra Trail 101 Peregrinos

Fim-de-semana passado por terras de nuestros hermanos, no berço de Espanha na cidade de Ponferrada, para participar no Ultra Trail 101 Peregrinos.

Esta prova de 101 Km (na realidade foram 105), já vencida em edições anteriores pelo Carlos Sá e pelo Armando Teixeira, foi criada para promover algumas aldeias da região que, como muitas por cá, se encontravam quase que ao abandono. Aproveitando igualmente o Caminho de Santiago de Inverno, quase sempre preterido ao Caminho Francês, esta prova promove assim em simultâneo duas áreas de interesse da região, o que mostra como os nossos amigos espanhóis conseguem promover com qualidade uma região que de outro modo seria preterida por outros (dos muitos) pontos de interesse de Espanha.

Esta foi a primeira prova em que participei em que o percurso foi partilhado entre corredores e ciclistas de montanha e a experiência até foi positiva. Na partida estava cerca de 2000 ciclista de montanha, (sendo esta a maior concentração de bicicletas que já alguma vez tinha visto ao vivo), e cerca de 800 corredores, dos quais 550 participaram na distância dos 101 Km.

Elapsed Time Moving Time Distance Average Speed Max Speed Elevation Gain
18:56:05 17:16:21 104.29 6.04 17.64 4,119.20
hours hours km km/h km/h meters

O meu objectivo para esta prova era algo complexo e passava por treinar para o objectivo da época que, como já todos sabem, é o UTMB em Agosto. Tendo a consciência de que estava longe de ter feito a melhor preparação para enfrentar esta empreitada de 101 Km, face à topologia da prova parecia-me possível terminar algures entre as 16 e as 17 horas. Para tal a táctica passava por seguir tranquilamente desde a partida, mantendo “aquele” ritmo médio de 1 hora para 10 quilómetros e 1 hora por cada 1000 metros de desnível positivo. Sabia que este ritmo não iria durar para sempre e que mais tarde ou mais cedo iria levar com a “marreta”, pelo que após levar com a dita, a táctica passaria a ser ir o mais tranquilo possível até ao final, de preferência sem dar muito cabo do corpinho. Reza a história que por muito que se prepare uma ultra de 100 Km esta pode ter sempre um final inesperado, e mais uma vez assim foi.

As peripécias são para ir contando nos próximos dias.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

_____________

Gostas de correr e de aventuras em locais exóticos? Queres viver uma aventura única num local único?

Então do que estás à espera para te juntares à expedição Ultra Trail Camp 2016 em Cabo Verde 😉

Sobre mim…

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km... Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *