Admiração e… “ódio”

Admiração e… “ódio”

Terminou há 5 dias a edição de 2016 da Transpyrenea, uma aventura de 866 Km e 65000m de desnível positivo, com um tempo limite de 400 horas para conclusão da prova e que percorre a GR 10 que liga o Mediterrâneo ao Oceano Atlântico através dos Pirenéus com picos entre os 2500 e os 3000 metros de altitude.

tp1

A minha enorme admiração a todos os atletas que se propuseram a participar esta aventura, e sobretudo as 6 portugueses que participaram na mesma.

Um enorme destaque para o 10º lugar do super João Oliveira, mas não menos admiráveis os resultados do Jorge Serrazina, do João Colaço ou do Paulo Caparicas que concluíram com sucesso esta enorme aventura.

tp2

Quem não acompanhou esta aventura pode rever os principais momentos clicando aqui, no grupo que o Orlando Duarte criou e manteve actualizado para o efeito.

Ao mesmo tempo cresce uma espécie de “ódio” dentro de mim, porque são tugas como estes que dão “ideias tristes” aos comuns como eu de se meterem em aventuras como esta!

Ainda há 5 anos tentava arrastar-me para cumprir a minha primeira corrida de 10Km e daqui a dias estou em Chamonix na partida para tentar completar a minha primeira aventura de 170Km.

Um dia destes acordo e estou a treinar para ir correr 866Km!

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

No Comments

Post a Comment

%d bloggers like this: