Barras Energéticas: BEQ vs Olimpo

Um dos factores críticos quando se correm muitas horas consecutivas é, sem dúvida, a alimentação.

Num extremo há atletas que conseguem correr mais de 24 horas alimentados apenas a géis energéticos. No outro há atletas que não dispensam uma boa canja, uma boa massa ou uma boa bifana em vários abastecimentos das provas. Diria que pelo meio há milhares de variantes, em que se misturam géis, barras energéticas, sandes das mais diversas preferências, fruta, sopas e massas, e até já vi sushi num abastecimento da Núria Picas na última Transgrancanária.

Depois de muitas experiências em que tentei e misturei muitos dos conceitos que referi acima, cheguei à conclusão de que, para me alimentar durante provas que vão durar muitas horas, necessito de me ir alimentando com algo sólido, não muito doce nem muito salgado, e que de facto me reponha a energia (ou alguma dela) perdida nos quilómetros anteriores. Experimentei algumas dezenas de barras energéticas de diferentes marcas e sabores, mas invariavelmente acabava enjoado ao fim de comer duas ou três barras, sendo que as seguintes já requeriam um esforço adicional para as comer. E comer, bem como desfrutar de toda a prova, deve ser um prazer e não um sofrimento.

Procurei uma alternativa às barras energéticas das marcas “tradicionais”, e acabei descobrindo dois projectos nacionais onde se fabricam barras energéticas naturais, as Barras Energéticas de Querença e as Barras Olimpo. Experimentei, gostei, e têm sido de há uns meses a esta parte a minha companhia alimentar em todos os treinos, e vão ser também a minha escolha alimentar no UTMB da próxima semana.

_small_0066

Sendo um adepto confesso destas barras energéticas, resolvi partilhar esta pequena análise sobre as ditas. Devo realçar que esta análise é meramente a minha opinião pessoal, e que não tive qualquer patrocínio ou apoio das referidas marcas para escrever o que quer que fosse. Todas as barras que comi foram adquiridas e pagas por mim.

As Barras

A BEQ (Barra Energética de Querença), apresenta-se como um produto 100% natural, feito à base de frutos secos e mel do barrocal algarvio, tendo sido desenvolvido na Universidade do Algarve, numa parceria com o Projecto Querença. Destina-se ao público em geral, sendo um excelente suplemento para desportistas por ser uma excelente fonte de fibras, açúcar e sais minerais. Nos seus ingredientes leva alfarroba, mel, figo, amêndoa e sal marinho.

As Barras Olimpo apresentam-se como barras energéticas para Desporto, de fabrico caseiro, sem corantes nem conservantes, com um sabor natural e delicioso, tendo nascido da necessidade de um produto alimentar desportivo que, para além do valor energético e nutricional, tivesse um sabor rico e agradável. As Barras Olimpo apresentam-se em 7 variedades diferentes, tendo eu experimentado apenas 4 dessas variantes.

O Processo de Compra

Comprar qualquer uma destas barras, apesar de simples, pode ser um processo onde a entrega da encomenda pode ser demorada.

A BEQ optou por uma loja online no Facebook, pelo que obriga o comprador a ter uma conta de Facebook para o efeito. O processo de compra é relativamente simples, com a escolha e quantidade do produto a comprar, indicação dos dados para envio e facturação da encomenda. Ao finalizar este processo é gerada uma referência multibanco para pagamento e recebemos a confirmação da encomenda. Geralmente as encomendas chegam em 3-4 dias úteis após o pagamento, mas podem ser mais demoradas se não existir stock do produto. Os portes de envio são gratuitos em compras superiores a 3 caixas (10 unidades cada).

IMG_20160802_204312

Já as Barras Olimpo utilizam um método mais “artesanal”. Começamos por enviar um email para formalizar a encomenda indicando os produtos que se pretendem e as respectivas unidades. Devemos esperar uma resposta a confirmar a recepção da encomenda e é indicado um IBAN onde devemos efectuar o pagamento por transferência bancária. Após a recepção da transferência a encomenda é então preparada e expedida. Nunca consegui entregas inferiores a 6-7 dias úteis, cumprindo o processo de compra o mais rápido possível, inclusive com pagamento por transferência bancaria para o mesmo banco o que a torna a disponibilidade do pagamento imediato. Tal como a BEQ, se não existir stock das barras pretendidas a entrega pode ser mais demorada. Os portes de envio variam consoante as quantidades adquiridas.

Preço

As barras energéticas que experimentei foram a BEQ, e as variantes Origem, Tour, Red e Noz das Barras Olimpo.

O custo destas 5 barras energéticas é sensivelmente o mesmo, a Olimpo Origem tem um custo de 0,05€ por grama, enquanto as restantes apresentam um custo de 0,04€ por grama. As Barras Olimpo quando adquiridas em pack ou num mínimo de 5 unidades sofrem um desconto, que altera o custo das Origem para os 0,04€ por grama, mas sendo mínimo nas restantes variantes.

Composição Energética

A composição energética das barras é toda ela muito idêntica:

comparativo

A BEQ tem cerca de metade do peso de qualquer uma das barras Olimpo o que para obter a mesma eficiência de uma barra Olimpo obriga a transportar duas barras.

Textura e Sabor

Aqui entra a parte mais subjectiva da análise.

Tal como referi quando escrevi aqui, na BEQ o sabor agrada-me, não sendo doce nem amarga, e ao contrário das barras energéticas processadas que se tornam intragáveis para mim ao fim de comer 2 ou 3, esta é a barra que me faz apetecer ir correr só para ter um pretexto para comer mais uma. A textura agrada-me e o sabor agrada-me. Gosto da mistura do mel com a alfarroba.

beq2

As barras Olimpo Origem são barras de cereais, energéticas e naturais que contêm: aveia, nozes, manga, tâmaras, mel, sementes de abóbora e girassol, pólen de mel e sementes de chia e sal. A distribuição do sal nem sempre é uniforme, já tendo comido barras mais doces numa extremidade e salgadas na outra, mas esse é um mal menor. Gosto do travo doce do mel e comem-se bastante bem.

As barras Olimpo Tour são em tudo idênticas às barras Origem mas com mais açúcar. O sabor é agradável, come-se igualmente bem, mas a dose extra de açúcar faz com que algumas vezes não consiga comer uma barra toda de uma vez. Como metade, guardo metade, e termino a degustação 15/20 minutos depois.

As barras Olimpo RED são talvez as minhas preferidas dentro das barras Olimpo. Contêm: aveia, avelãs, arandos, mirtilos e morangos desidratados, mel, sementes de abóbora e girassol, e a juntar ao sabor muito agradável, são mais moles que as Origem e Tour, tornando muito fácil a mastigação desta barra.

olimpo3

Por fim as barras Olimpo de Noz. São barras de noz muito estaladiças, as mais duras das quatro que aqui comparo, e contêm: aveia, nozes, mel, sementes de abóbora e girassol. São boas para alimentar e desenjoar.

Conclusão

Quer a Barra Energética de Querença quer qualquer uma das barras Olimpo que experimentei, são alternativas muito válidas a todas as barras energéticas processadas e pouco ou menos naturais que os grandes fabricantes nos propõem. Alimentam, têm sabores agradáveis e naturais, não causando a recorrente sensação de enjoo que as barras energéticas processadas geralmente me causam.

É difícil eleger uma barra como sendo superior às outras. As composições energéticas são muito semelhantes, e é o gosto pessoal de cada um que fará optar por maior quantidade de uma ou de outra qualidade. Pessoalmente gosto muito da Barra Energética de Querença, mas não dispenso qualquer uma das barras Olimpo que experimentei para poder variar os sabores ao longo das horas.

O processo de compra e de atendimento ao cliente é algo que ainda pode se melhorado, sobretudo nas Barras Olimpo. Em pleno século XXI é difícil compreender um modelo de negócio online que não seja expedito e eficaz.

Se costumam utilizar barras energéticas, a minha opinião é de que devem dar uma oportunidade a estas e experimentar. Vão constatar que terão uma agradável surpresa.

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

_____________

Gostas de correr e de aventuras em locais exóticos? Queres viver uma aventura única num local único?

O Trail Camp em Santo Antão também vai ter muito sobe e desce…

stoantao23

Do que estás à espera para te juntares à expedição Ultra Trail Camp 2016 em Cabo Verde 😉

Sobre mim…

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km... Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *