2017 já era, venha daí 2018

2017 já era, venha daí 2018

Desde que comecei a correr em 2011, que não tinha um ano desportivo tão mau.

2017 tem sido um ano inolvidável ao nível pessoal mas, ao nível desportivo e de condição física, o nível não tem sido mais do que miserável.

Consegui correr duas provas de estrada, a saber, os 10 Km da Corrida do Benfica e os 8 Km da Corrida BeActive, corridas em trilhos zero e corridas de ultra distância também zero.

O mais perto que me consegui encontrar do número 100 foi na balança, o que é sempre indesejável.

Foram vários os recomeços ao longo do ano, mas por um motivo ou por outro nunca consegui manter a consistência de treino nem atingir uma forma minimamente aceitável.

O que fazer então até final do ano? Aproveitar para treinar o possível e ganhar balanço para entrar mais forte em 2018, ficar mais longe do 100 da balança e também fugir da forma redonda.

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

Published byNuno Gião

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km… Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

No Comments

Post a Comment

%d bloggers like this: