6º Super Trail Pirata Amigos do Parque da Paz

A margem sul do Tejo, apesar de alguns a considerarem um deserto, tem uma magia especial nos seus locais e nas suas gentes. Ontem rumei a sul, até Almada, para participar na 6ª edição do Super Trail Pirata APP, organizado pelo Clube de Atletismo Amigos do Parque da Paz, do meu amigo Luís Roque. Um treino urbano em ritmo suave pelos becos e ruelas de Almada e Cacilhas, passando é claro pelo Parque da Paz, com muita boa disposição e animação à mistura.

Elapsed Time Moving Time Distance Average Speed Max Speed Elevation Gain
01:50:46 01:33:25 15.68 10.07 22.68 231.30
hours hours km km/h km/h meters

Das muitas dezenas de participantes reuniram-se cerca de 250 litros de leite para ajudar uma instituição de solidariedade, o que foi bastante positivo e ultrapassou os 136 litros do ano passado.

12484842_1092087510826151_7542043240449038211_o

Após pouco mais de 16 quilómetros que culminaram com a famosa rampa do Ginjal, terminámos com um magnífico caldo verde oferecido pelo Restaurante O Cacilheiro, que aconchegou bem o estômago de todos.

12402077_1092092337492335_228939419592566738_o

A noite estava espectacular e proporcionou algumas imagens bonitas, sobretudo as tiradas no Cristo Rei, eis algumas delas:

12510932_10208513541815893_2142492975_o

IMG-20160108-WA0006
Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

2016 Um novo reinício

Um bom ano de 2016 para todos vocês!

O meu ano desportivo já começou e tem começado da melhor maneira. Treinos em ritmo suave e tranquilo, muito reforço muscular, e a preparar a máquina para daqui a umas semanas começar a treinar num ritmo mais forte e intenso. A agenda, no entanto, continua sempre preenchida.

Ontem foi dia de inaugurar mais um treino, o I Treino do Kalorias Runners, grupo dos sócios e amigos do Kalorias Club que para além do fitness também gostam de correr.

kaloriasrunners

Hoje é dia de participar no Trail Pirata do Amigos do Parque da Paz, mais uma cruzada pelos recantos de Almada e Cacilhas, com este excelente grupo de amigos.

app

Dia 31 vai haver o primeiro UTNSS do ano e a celebrar o 3ºaniversário da primeira edição. De certeza que este Trail Noctuno na Serra de Sintra será mais um excelente treino, mas infelizmente vou faltar. A primeira edição foi assim:

Faltarei por um outro bom motivo é claro, vou ajudar o meu amigo Pedro Trigueira no treino longo de preparação para a sua estreia na distância da Maratona. Sempre que posso gosto de ajudar os meus amigos a atingirem os seus objectivos, assim como outros já me ajudaram e continuam a ajudar a mim.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

A minha APP é melhor que a tua

Uma das questões recorrentes entre o pessoal que corre é: qual é a melhor aplicação para registar e/ou analisar os treinos e as provas que efectuamos?

Na minha opinião não há uma única resposta para esta questão. Há centenas de aplicações para as mais diversas plataformas, o que já de si torna um estudo deste tipo muito difícil de executar, sendo muitas delas muito parecidas entre si ou com funcionalidades, no geral, muito semelhantes. Por outro lado há também o desejo do utilizador, ou seja nós atletas, naquilo que queremos tirar partido da aplicação e que poderemos considerar como uma mais-valia para os nossos treinos ou actividades.

Na minha experiência pessoal sou utilizador de quatro aplicações distintas, a saber o Micoach da Adidas, o Garmin Connect, o Strava e mais recentemente a Sport Tracks.

O Micoach é a aplicação, que na minha opinião, apresenta os planos de treino mais entendíveis aos atletas menos experientes e mais eficazes nos resultados. Tem planos “à medida” desde os simples treinos para caminhar até planos para a Maratona com objectivos de tempo “pouco modestos”. Foi com esta aplicação que comecei a correr e da minha experiência os planos de treino, se bem executados, funcionam mesmo. O único inconveniente é que só integra automaticamente com produtos da Adidas, mas com alguma vontade, conseguem-se replicar os treinos noutras aplicações e/ou nos diversos relógios para treino.

Detalhe da aplicação Micoach da Adidas

Numa fase seguinte cansei-me de treinar e correr de telemóvel no braço, por todos os motivos que quem corre com um telemóvel no braço já alguma vez experienciou: a bateria dura pouco, o GPS não arranca ou regista disparates, o telefone não para de tocar, ou muitas outras chatices que poderia enumerar, e comprei um relógio com GPS da Garmin. Por uma questão de facilidade de utilização e transmissão de dados entre o relógio e aplicação comecei a usar o Garmin Connect. É uma aplicação muito completa em termos de registo e análise dos dados do treino e, faz gratuitamente muitas coisas que são premium noutras aplicações. Permite o upload de ficheiros GPX obtidos com outros equipamentos, mas talvez por o marketing desta aplicação estar focado nos produtos da Garmin, penso que é utilizado sobretudo por quem tem ou já teve equipamentos da Garmin.

Detalhe da aplicação Garmin Connect

Mais tarde descobri o Strava. É uma aplicação originalmente concebida para ciclistas, mas que rapidamente foi adoptada também pelos runners deste mundo. É muito parecida com o Garmin Connect, apesar de alguns dos parâmetros de avaliação de treino apenas serem disponibilizados na versão premium, enquanto na Garmin Connect são gratuitos. A mais-valia e originalidade desta aplicação são os denominados “segmentos”, onde é registado o tempo de cada atleta sempre que se passa em determinado segmento de um percurso e regista os diversos recordes, havendo uma competição saudável entre os atletas para obter o melhor tempo em cada segmento existente. É um modo muito interessante de nos obrigar a dar um bocadinho mais em cada treino para tirar uns segundos a um certo tempo, e assim a melhorar quase inconscientemente a nossa performance.

Detalhe da aplicação móvel do Strava

Depois adoptei um plugin para o Strava que permitia ainda mais esmiuçar os treinos e as provas: o Veloviewer, sobre o qual escrevi aqui.

Mais recentemente senti a necessidade de utilizar uma aplicação que me permitisse analisar os treinos e provas de um modo mais completo e aprofundado. A aplicação que respondeu à minha exigência foi a Sport Tracks. Com esta aplicação, que podem testar gratuitamente por 45 dias mas que depois terão de adquirir por cerca de 45 EUR por ano, consigo analisar o efeito do treino em termos de fadiga e de forma física, e analisar os picos de forma e desempenho. É muito útil para validar a eficácia do treino que faço, e para perceber o que fiz bem e o que fiz mal, e tentar melhorar ou corrigir nas semanas seguintes. Como com esta análise se consegue igualmente determinar os picos de forma, podemos ajustar o plano de treinos perfeitamente para estarmos na nossa melhor forma em determinada data.

Detalhe da aplicação Sport Tracks

Para mim que corro trilhos e montanha apresenta ainda outra grande valia para a minha preparação das provas. Com o track do percurso a aplicação segmenta automaticamente todas as subidas e descidas do percurso, com informações de distância, desnível, inclinação, de cada uma das subidas e descidas, permitindo-me assim avaliar e ajustar o meu desempenho em cada um dos segmentos. Caso vos interesse perceber como o é medido o desempenho e como podem melhorar o mesmo com base na análise dos vossos treinos vejam aqui o que esta aplicação pode oferecer.

Em resumo continuo a utilizar diariamente três aplicações: o Garmin Connect, o Strava e o Sport Tracks. Apenas necessito fazer o upload do treino/prova para o Garmin Connect que este encarrega-se de enviar automaticamente para o Strava e para o Sport Tracks. Depois divirto-me com o pessoal nos segmentos do Strava, e estudo os meus treinos e tento melhorar a minha performance no Sport Tracks.

Como vêm há aplicações para tudo e até há quem escolha a sua aplicação preferida apenas porque gosta mais da cor do interface da aplicação.

Experimentem as diversas aplicações que há no mercado e façam uma escolha de acordo com a informação que pretendem obter e o modo como ela vos é apresentada, é o principal conselho que vos posso oferecer. Aplicações há muitas e todos os critérios para a escolha são válidos. Como em tudo na vida, com a nossa evolução natural é bem possível que a aplicação que é perfeita para nós hoje, para o mês que vem ou daqui a um ano já não o seja.

A minha APP não é melhor que a tua, é apenas a que se ajusta melhor ao que eu procuro para mim neste momento. 😉

Continuação de bons treinos e provas!!!

Esmiuçar o Strava


No mundo dos softwares para acompanhar/monitorizar as actividades desportivas, há tantas opções e alternativas que é muito difícil estabelecer um termo de comparação fidedigno e objectivo para escolher “o” software. Há tempos atrás e após experimentar uma meia dúzia de softwares, optei, assim como muitos outros amigos, por utilizar a aplicação “Strava”. Como todas as aplicações o Strava tem pontos fortes e menos fortes, mas para o tipo de utilização e análise de dados que faço dos meus treinos e corridas, é das aplicações gratuitas, aquela que melhor se enquadra no meu perfil de utilizador. Fácil utilização, graficamente intuitivo e fácil análise e interpretação dos dados, são alguns dos pontos fortes desta aplicação.
A página inicial do meu perfil no Veloviewer
Hoje descobri um add-on de outro fabricante, igualmente gratuito, que trabalha sobre os dados que importamos para o Strava: o Veloviewer. Esta aplicação é o sonho de quem gosta de esmiuçar até às entranhas mais profundas os seus treinos e corridas. São tantas as opções de análise, comparação, visualização numérica e gráfica, perfis, mapas, que esta aplicação permite, que se tornaria demasiado exaustivo apresenta-las e explica-las aqui. 
Portanto a minha recomendação é: se gostam de analisar, comparar, esmiuçar toda a informação do vosso treino, seja apenas por curiosidade seja para perceber como melhorar no futuro, experimentem o Veloviewer e divirtam-se.
Continuação de bons treinos e de boas corridas!!!