II Trilho Saloio

Sexta-feira foi dia de ir até Covas de Ferro participar no II Trilho Saloio, a primeira prova do Troféu Sintra a Correr.

Dia chuvoso, o que indiciava que uma parte do percurso poderia estar enlameado, o que se veio a confirmar.

Esta prova tinha o aliciante adicional de ter mais colegas do trabalho a participar, estando assim aberta uma mini competição entre nós. Dos quatro que participámos nesta mini corrida só nossa, terminei em segundo, já que o Cabaça (que não treinava há 3 meses) se revelou em grande forma.

A prova, integrada no Troféu Sintra a Correr, foi organizada com a competência e simpatia reconhecida à equipa dos Montes Saloios. Percurso de 6300 metros, sobretudo em estradões e num ou outro trilho mais estreito, onde a principal dificuldade acabou por ser a lama com que fomos brindados em alguns troços.

A minha prova foi mais ou menos dentro do esperado, a um ritmo médio de 5:44/Km e a controlar a frequência cardíaca que ainda não estabilizou nos níveis habituais de treino e corrida, mas que com o treino começa a dar sinais de voltar à melhor forma.

Há que continuar a treinar. A próxima prova do Troféu de Oeiras é no próximo Domingo, e aí veremos como está a progredir a minha forma.

Continuação de boas aventuras!!!

Grande Prémio de Porto Salvo

Domingo foi, como tinha referido no artigo anterior, o inicio do Troféu das Localidades e, o meu regresso às corridas de estrada.

Já não me lembrava bem das sensações de correr uma prova de estrada.

O burburinho dos milhares de participantes.

A sensação antes da partida de que vou ser atropelado por toda a multidão que se encontra atrás de mim.

As picardias entre os atletas ao longo da prova.

A superação dos objectivos “invisíveis” que vou definindo já no decorrer da prova.

 

Após uma série de meses de treinos muito limitados, á altura de tentar retomar a forma rumo aos 100Km. É uma espécie de “dos 100Kg aos 100Km” parte II. Ainda estou na fase inicial de perder o peso que acumulei ao longo dos últimos meses, mais ou menos 10Kg só para ficar mais confortável.

O ritmo também é agora bem mais lento do que já foi, mas não há milagres e, devagar, irei de novo chegar à forma desejada.

Esta corrida indicava que teria cerca de 8Km e o meu objectivo era realizá-la na minha zona 3 dos batimentos cardíacos. Objectivo não atingido já que, segundo o meu registo, corri cerca de 70% da prova um pouco acima da zona 3.

Batimentos cardíacos à parte, todo este controlo resultou numa média de 5:30/Km o que deu pouco menos de 43 minutos para cumprir 7,7Km.

Mesmo assim mais para o rechonchudo, deu para ficar na posição 96 do meu escalão e em 456 da geral, não foi bom, mas também não foi péssimo, foi assim só para o deslavado.

Venham mais treinos e menos quilos, rumo aos 100Km.

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

Fim de semana a rolar

Fim-de-semana sempre a rolar, Sábado com 31 Km de bicicleta para descontrair, Domingo com 32 Km a correr de Cascais a Lisboa para ajudar o Pedro a preparar a sua estreia na Maratona, em Sevilha já no próximo dia 19.

Elapsed Time Moving Time Distance Average Speed Max Speed Elevation Gain
01:48:52 01:43:02 31.91 18.58 52.56 390.10
hours hours km km/h km/h meters

Desde o UTAX, isto é desde Outubro, que não corria uma distância tão “grande”, e se pensar quando corri pela última vez mais de 30 Km em estrada, então já nem me lembro quando foi, pelo que o corpinho já estava a desabituar-se a estas desventuras. No entanto tudo correu bem. Deu para puxar pelo Pedro, para fazer uns quilómetros mais rápidos enquanto ia encher os bidons com água, e deu para esticar um pouco no fim para apertar com ele, mas afinal de contas quem acabou apertado fui eu, que com uma inesperada dor de barriga não consegui manter o ritmo nos dois quilómetros finais.DSC00121

Foi um bom treino que deu para testar a máquina e constatar que mais umas semanas de treino e volta tudo ao lugar, basta continuar com o empenho habitual.

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

Chegar antes do Pôr-do-Sol

A uma semana do Tróia – Sagres, hoje foi dia de rumar até Cascais para experimentar uns pneus de estrada na bicicleta.

Elapsed Time Moving Time Distance Average Speed Max Speed Elevation Gain
02:02:17 01:57:51 46.35 23.60 55.44 457.60
hours hours km km/h km/h meters

Constatei que o conselho de diversos amigos no sentido de utilizar este tipo de pneus foi muito muito útil. É extraordinária a diferença de atrito entre os pneus de estrada e de BTT, permitindo rolar em estrada com um menor esforço e maior eficiência, o que se traduziu num aumento da média do treino de hoje.

IMG_20151205_102146

O objectivo de chegar a Sagres antes do pôr-do-sol parece-me cada vez mais exequível.

Continuação de bons treinos e boas provas!!!