Promoção ou despromoção?

Numa altura em que fervilham as “polémicas” no seio do Trail Running Nacional, com discussões sobre associações, circuitos nacionais, regionais, campeonatos e taças, patrocinadores, organizadores, etc., etc., em resumo, a política e o capitalismo no seu melhor, é interessante observar o que acontece quando as pessoas responsáveis não se entendem acerca de um objectivo comum, neste caso, o desenvolvimento de uma modalidade desportiva.

Olhe-se para Itália, para o norte de Itália, mais concretamente para o Vale d’Aosta.

Para muitos o Vale d’Aosta não significa grande coisa, mas para outros é sinónimo de Tor de Geants, uma prova de Ultra Trail com 330 Km e 25000m de desnível positivo, que ocorre naquela região desde 2010.

tdg53-1

Escusado será dizer que esta prova é de dificuldade extrema, e imaginem o esforço que deverá ser organizar uma prova com estas características, com uma distância de mais de 300 Km, em alta montanha, quase sempre com muita neve, e com mais de 140 horas de tempo limite para se concluir.

Ora cá como lá, a política, o dinheiro e os interesses andam todos de mão dada. Por motivos que não estão aqui em análise, alguém achou que a organização deste evento não seria a melhor, e sem demoras replicaram no mesmo local e uma semana antes uma outra corrida, a 4K Alpine Endurance Trail, com características em tudo iguais ao Tor de Geants.

Para se perceber bem o caricato da coisa, é como se alguém decidisse por cá criar uma prova com 115Km na Ilha da Madeira, com o mesmo percurso do MIUT, uma semana antes do MIUT, mas com um nome diferente, tipo Picos da Madeira Ultra Trail.

Quem ganha e quem perde não sei bem. Os atletas penso não ganham grande coisa com estas confusões. Neste caso particular, muitos atletas de topo que costumavam alinhar no Tor de Geants, já se desmarcaram das polémicas e anunciaram que não participam em nenhuma das provas.

TDG-2011-foto-Stefano-Torrione-895

Vamos aguardar por Setembro para perceber como vão coabitar estas duas organizações.

Será que em vez da promoção do Vale d’Aosta não irá acontecer o efeito contrário, e promover o afastamento dos interessados neste tipo de desafios para outras paragens?

Talvez possa servir de case study cá para o burgo e as pessoas finalmente percebam que é a modalidade de Trail Running que deve ser desenvolvida e evoluída, em vez de interesses duvidosos sejam políticos ou pessoais.

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

 

O MIUT minuto a minuto

Podem acompanhar online e ao vivo o Madeira Island Ultra Trail (MIUT), a prova portuguesa mais difícil do calendário nacional de Ultra Trail, nos diversos canais oficiais da organização:

  • Live Timing – onde podem ver o tempo e classificação na passagem de cada um dos 15 de pontos de controlo da prova, clicando aqui.
  • Live Tracking – onde podem ver o posicionamento em tempo real de alguns atletas da elite ou que têm acesso a este sistema, clicando aqui.
  • Live Streaming – onde podem acompanhar em tempo real a transmissão da prova, clicando aqui.
  • Facebook do MIUT – onde podem acompanhar publicações da organização do MIUT, sobre o que se passa antes, durante e depois da prova, clicando aqui.
  • Twitter do MIUT – onde podem acompanhar os tweets da organização do MIUT, sobre o que se passa antes, durante e depois da prova, clicando aqui.

Para me acompanharem e/ou saberem o que ando a fazer durante a prova, devem decorar o número do meu dorsal: 161 e utilizar um dos seguintes canais:

  • Live Timing – onde podem ver o tempo e classificação na passagem de cada um dos 15 de pontos de controlo da prova, clicando aqui.
  • Facebook – Façam “LIKE” e acompanhem as minhas publicações, sobre o que se passa antes, durante e depois da prova, clicando aqui. Vai ser a principal fonte de actualizações durante a prova 😉
  • Follow Me – onde podem ver a minha posição no mapa da prova em tempo real, com actualizações de 30 em 30 minutos, clicando aqui.
  • Blog – Se estão a ler isto é porque estão no blog, não precisam de clicar para ir para outro sitio.

A parte de decorar o número do dorsal era uma brincadeirinha 😀

Agora que já sabem como não perder nenhum atleta, vejam também as fita que os atletas verão ao longo do percurso para não se perderem durante a noite ou noites em que vão correr:

MIUT 4

Boa prova para todos!!!