Regresso aos 21Km

Há mais de seis meses que não corria 21Km.

Finalmente com o tornozelo a não dar chatices e depois de umas semanas a suar as queijadas de figo acumuladas nas férias, este fim-de-semana lá me juntei (a medo) a um grupo de Salamandrecos que ia correr 20 a 25 Km pela Serra de Sintra.

O anúncio que o Adro colocou sobre o treino era claro, treino duro, duração de 3 horas, 20 a 25Km. Isto queria dizer que para além da distância, o desnível iria ser “bruto” e as perninhas iam doer a subir e a descer.

Nas últimas semanas os treinos foram quase sempre à volta de 10Km, mas na 4ª por Belas fui até aos 16 Km e senti-me bem. Os primeiros quilómetros custam sempre um pouco, mas a partir dos 10 Km a máquina parece que fica mais oleada.

E no Sábado também foi assim. Apesar de ir preparado para fazer um desvio rumo ao fim do treino a qualquer momento, consegui ir acompanhando as lebres ao longo de todo o treino, ainda com algum esforço é claro, mas ainda há alguns quilos extra para mandar embora.

As sensações foram boas e isso é o mais importante. Agora é ir treinando e a forma vai regressar aos poucos.

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

Só falta a água!

O troço do passeio marítimo Cruz Quebrada – Baía dos Golfinhos, que abriu no final do ano passado, foi uma obra polémica mas está de facto uma zona muito agradável para correr, andar de bicicleta ou simplesmente passear.

Este passeio marítimo que começa no túnel da Cruz Quebrada e vai até ao Forte de São Bruno/Baía dos Golfinhos (ou vice-versa) tem cerca de 2 quilómetros de extensão e uma largura ao longo de todo o percurso de uns bons 7 a 8 metros, permitindo a circulação de todas os transeuntes nas mais diversas actividades sem qualquer tipo de atropelo.

Faltam talvez um ou dois pontos de água, que tornariam este troço de verdadeira qualidade 5 estrelas.

Hoje o Kalorias Running foi até à Baía dos Golfinhos num ritmo tranquilo, como é apanágio do treino às segunda feiras, e tive de fazer algumas paragens para cumprimentar uma série de amigos dos treinos de estrada que já não via há algum tempo, o João “Canhão” Afonso, que estava a afinar as pernas para a maratona de Boston e o Mário que andava a passear o ser rebento.

Estes finais de tarde primaverais são excelentes para correr, e a luz do pôr do sol é fantástica na nossa Lisboa.

Na próxima 2ªfeira há novo treino por aqui. Apareçam 🙂

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

Nota: Já existe, (não sei se já existia antes, mas a existir nunca tinha dado por ele), um bebedouro junto à Baía dos Golfinhos 🙂

Primeira Salamandra do Ano

Ontem foi o meu primeiro Trail da Salamandra em 2016, na sua edição CXXXIV.

Treino em ritmo suave, o que deu direito a muitas “piscinas” para compensar. Uma das “piscinas” incluiu uma subidinha à Pedra Amarela e deu para constatar o óbvio, de que ainda faltam muitos quilómetros para chegar a uma forma no mínimo aceitável. Mas o caminho faz-se caminhando e cá estou eu a caminhar.

Elapsed Time Moving Time Distance Average Speed Max Speed Elevation Gain
01:57:57 01:46:41 15.15 8.52 28.80 513.30
hours hours km km/h km/h meters

Nesta edição houve um recovery especial, uma canja quentinha, cozinhada pela Patrícia e pelo AP, que soube muito bem no final de uma noite fresquinha pela Serra de Sintra. Assim habituam mal o pessoal.

Não podia deixar de referir a battle de bolos de laranja entre a Carla Adro e a Tita Luís. Eu sei quem venceu mas não digo!…

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!

Fim de semana a rolar

Fim-de-semana sempre a rolar, Sábado com 31 Km de bicicleta para descontrair, Domingo com 32 Km a correr de Cascais a Lisboa para ajudar o Pedro a preparar a sua estreia na Maratona, em Sevilha já no próximo dia 19.

Elapsed Time Moving Time Distance Average Speed Max Speed Elevation Gain
01:48:52 01:43:02 31.91 18.58 52.56 390.10
hours hours km km/h km/h meters

Desde o UTAX, isto é desde Outubro, que não corria uma distância tão “grande”, e se pensar quando corri pela última vez mais de 30 Km em estrada, então já nem me lembro quando foi, pelo que o corpinho já estava a desabituar-se a estas desventuras. No entanto tudo correu bem. Deu para puxar pelo Pedro, para fazer uns quilómetros mais rápidos enquanto ia encher os bidons com água, e deu para esticar um pouco no fim para apertar com ele, mas afinal de contas quem acabou apertado fui eu, que com uma inesperada dor de barriga não consegui manter o ritmo nos dois quilómetros finais.DSC00121

Foi um bom treino que deu para testar a máquina e constatar que mais umas semanas de treino e volta tudo ao lugar, basta continuar com o empenho habitual.

Elapsed Time Moving Time Distance Average Speed Max Speed Elevation Gain
03:04:52 03:03:44 32.11 10.49 32.40 174.70
hours hours km km/h km/h meters

Continuação de bons treinos e de boas aventuras!!!