MIUT Countdown

Faltam pouco mais de 4 horas para o início do MIUT.

Está difícil de fazer uma soneca esta tarde, o que não é lá muito bom, mas tem sido um dia tranquilo e repousante.

Já houve tempo para passear, levantar a documentação, assistir ao briefing da prova, carregar de hidratos, beber uma poncha e descansar.

Esta será a minha cábula durante a prova
Esta será a minha cábula durante a prova

Equipamentos prontos, mente a 100%, corpo um pouco menos, condições mínimas para a partida asseguradas.

Venha agora a Serra e que seja um passeio tranquilo.

Até já!!!

O MIUT minuto a minuto

Podem acompanhar online e ao vivo o Madeira Island Ultra Trail (MIUT), a prova portuguesa mais difícil do calendário nacional de Ultra Trail, nos diversos canais oficiais da organização:

  • Live Timing – onde podem ver o tempo e classificação na passagem de cada um dos 15 de pontos de controlo da prova, clicando aqui.
  • Live Tracking – onde podem ver o posicionamento em tempo real de alguns atletas da elite ou que têm acesso a este sistema, clicando aqui.
  • Live Streaming – onde podem acompanhar em tempo real a transmissão da prova, clicando aqui.
  • Facebook do MIUT – onde podem acompanhar publicações da organização do MIUT, sobre o que se passa antes, durante e depois da prova, clicando aqui.
  • Twitter do MIUT – onde podem acompanhar os tweets da organização do MIUT, sobre o que se passa antes, durante e depois da prova, clicando aqui.

Para me acompanharem e/ou saberem o que ando a fazer durante a prova, devem decorar o número do meu dorsal: 161 e utilizar um dos seguintes canais:

  • Live Timing – onde podem ver o tempo e classificação na passagem de cada um dos 15 de pontos de controlo da prova, clicando aqui.
  • Facebook – Façam “LIKE” e acompanhem as minhas publicações, sobre o que se passa antes, durante e depois da prova, clicando aqui. Vai ser a principal fonte de actualizações durante a prova 😉
  • Follow Me – onde podem ver a minha posição no mapa da prova em tempo real, com actualizações de 30 em 30 minutos, clicando aqui.
  • Blog – Se estão a ler isto é porque estão no blog, não precisam de clicar para ir para outro sitio.

A parte de decorar o número do dorsal era uma brincadeirinha 😀

Agora que já sabem como não perder nenhum atleta, vejam também as fita que os atletas verão ao longo do percurso para não se perderem durante a noite ou noites em que vão correr:

MIUT 4

Boa prova para todos!!!

A caminho do MIUT

A caminho da Madeira para os 115 Km do Madeira Island Ultra Trail (MIUT).

Que prova atípica vai ser este MIUT face ao que tinha desejado para mim, onde pretendia estar hoje na melhor forma para terminar o MIUT tranquilo e com um bom desempenho, mas onde por diversos motivos não vou conseguir estar a 100%, estarei até bem longe disso…

O mapa da prova
O mapa da prova

O último mês e meio onde deveria ter carregado na intensidade e qualidade dos treinos, limitei-me a rolar devagarinho para tentar não perder a forma mínima admissível a conseguir, pelo menos, ir à Partida do MIUT.

Foi a primeira vez que treinei tendo como objectivo chegar à partida da prova e não, como habitualmente, à meta.

Se na melhor forma o empeno de correr 115Km com quase 7000m de desnível positivo previa-se grande, com a forma possível nem consigo prever como irá ser. Na realidade não consigo prever se consigo chegar a tempo a todos os pontos de controlo horário, nem se sobrevivo aos primeiros 30 quilómetros da prova que são realmente brutais.

Esta será a minha cábula durante a prova
Esta será a minha cábula durante a prova

Vai ser um MIUT no limite, não do desempenho físico mas antes do tempo e das barreiras horárias, a gerir a condição física e a tentar controlar o tempo, ponto de controlo a ponto de controlo. Enquanto me estiver a divertir e o físico resistir aos comandos da mente, lá estarei pé ante pé a percorrer a ilha da Madeira. Serão 32 horas de diversão pura e dura!

Até já Funchal

Contagem decrescente… MIUT

E faltam 30 dias para o primeiro grande desafio da época: o Madeira Island Ultra Trail (MIUT).

Até agora a preparação tem sido atribulada, mas finalmente parece estar tudo a 100% para 15 dias de treino intenso e 15 dias de treino de manutenção até à partida. É curto mas foi o que se arranjou. Tornozelo no sítio com a preciosa ajuda do IMT, treinos de manutenção e reforço muscular para manter a forma no Kalorias e, nestas duas semanas de poucos treinos de corrida consegui manter o índice de performance muito próximo ao que inicialmente tinha previsto. Os quilitos a mais é que ainda não desapareceram e é, para já, o meu principal handicap na participação no MIUT. Veremos quantos quilos conseguirei eliminar nos próximos 30 dias…

Até lá vou-me inspirando em videos da prova como este:

e pelos relatos de amigos, como este do Manel – Vou pelo Trilho, em que se percebe bem a dimensão deste desafio e a “cabecinha” que vai ser necessária para o ultrapassar com sucesso.

Pelo que parece posso tomar como certo duas pessoas à minha espera na chegada à meta. Será que consigo convencer mais pessoal a esperarem pela minha chegada no Machico?

Daqui a 31 dias saberemos…

Continuação de bons treinos e de boas provas!…

Recomeçar…

Hoje foi dia de recomeçar. Premonitoriamente meti a mão no cesto das tshirts de corrida e coube-me em sorte esta:

A tshirt da Corrida do Tejo 2011, os meus primeiros 10 Km e a primeira corrida que fiz.

A um mês do MIUT e há quase duas semanas sem correr, a coisa não está fácil. Apesar de uma semana de treino funcional no Kalorias Club, onde já devo ser o Rei da Elíptica, tantos quilómetros lá fiz esta semana, correr na serra é outra coisa e é fundamental para estar pronto para a Madeira. Resta-me mesmo recomeçar e ir devagarinho, para chegar a bom porto, que é como quem diz a Porto Moniz, onde tudo vai começar e, tentar chegar a Machico inteiro, sorridente e feliz.

Parafraseando Miguel Torga:

“Recomeça…
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças…”

E é nesta loucura que recomecei, ainda com tape funcional a ajudar a manter tudo no sítio, mas recomecei.

 

No IMT disseram-me que podia recomeçar com calma. Recomeçar com 21 quilómetros lentos, numa manhã solarenga de sábado à beira Tejo, pareceu-me suficientemente calmo.

Faltam 34 dias para a primeira aventura do ano, vou sem angústias e sem pressas, mas vou querer todos os quilómetros do MIUT, mesmo que o fruto esteja verde, quero colher esta ilusão.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!! 😉