10 minutos para abrir o apetite

A contagem decrescente continua e só faltam 7 dias para o Andorra Ultra Trail.

Já ficaram disponíveis os vídeos com o percurso do Andorra Ultra Trail deste ano e são simplesmente espectaculares. São cerca de 50 minutos de filme divididos em seis capítulos e que mostram toda a dimensão e espectacularidade desta prova.

Deixo aqui o primeiro capítulo para abrir o apetite.

Continuação bons treinos e de boas provas!!!

Calças impermeáveis com este calor?

A contagem decrescente continua e só faltam 8 dias para o Andorra Ultra Trail.

Não deixa de ser estranho estarem 32 graus lá fora, e eu andar para aqui a escolher camisolas, calças e luvas impermeáveis e quentes.

Não sei se irei utilizar este equipamento, mas considerando que a altitude média desta prova são 2048 metros e que passarei duas noites em alta montanha, mais vale prevenir do que arriscar. E claro, os famosos thermopads também farão parte do meu equipamento.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

Mitic Andorra Ultra Trail

A contagem decrescente está em curso e já não faltam 10 mas sim 9 dias para o Andorra Ultra Trail.

Ainda não há lugar a nervoso miudinho, nem sei se terei tempo para que tal aconteça, tal o rodopio de outras coisas em que terei de estar concentrado até à data da partida. O João Campos tem razão quando diz que a vida não é só corrida.

O meu objectivo é o de tentar chegar ao fim da melhor maneira possível, sendo que a melhor maneira possível é tentar gerir os limites mínimos da forma actual e esperar que, tal como no MIUT, tudo corra pelo melhor.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

Subir o Balmhorn nos Alpes Suiços

O fabricante de vestuário Gore-Tex promove de tempos a tempos umas aventuras aos fãs de desafios na natureza.
A próxima aventura será em Junho de 2015 e consiste em escalar o Balmhorn – pico localizado nos Alpes Suíços a 3698 metros – seguindo os passos de Lucy Walker, que em 21 de Julho de 1864 com um grupo de cinco alpinistas, escalaram pela primeira vez a este pico.

O guia para esta aventura será a atleta profissional Edurne Pasaban, uma das alpinistas mais talentosas da actualidade.

Gore-Tex Experience Tour
O objectivo deste Experience Tour GORE-TEX ® é subir a Balmhorn a pé, assim como Lucy Walker fez há 150 anos.

Quem é fã de aventuras, montanha, alpinismo ou escalada tem aqui uma excelente oportunidade de se candidatar a participar neste desafio, basta ir ao site Gore-Tex Experience Tour clicando aqui e tentar ser um dos 12 seleccionados.

Fica a dica e boa sorte a quem participar!!! 😉

Preparar o Inatel Piodão Trail Running

A três dias do Inatel Piodão Trail Running, constato que há muitos amigos e participantes que ainda não sabem bem como deverão encarar as condições meteorológicas que iremos apanhar na média montanha.
Próximo destino: Piodão
Os conselhos e partilha de informações pelos atletas mais experientes fazem parte do processo de aprendizagem dos atletas menos experientes. Estes conselhos podem ser muito importantes nas opções a tomar antes da prova e influenciar não só o desempenho durante a corrida mas também o sucesso no resultado final.

Aqui ficam dois conselhos que considero importantes e que deverão ser levados em conta:

“O vento gelado que se faz sentir nas cristas da serra, adicionado ao corpo molhado pela chuva ou pelo suor, são factores a ter em conta, também fazer uma prova com o esforço controlado não ir ao limite, previne a hipotermia, que geralmente se dá quando todas as reservas energéticas estão esgotadas…outro conselho, é abastecer bem nos abastecimentos e só sair quando se sentir em condições físicas e mentais para ultrapassar os obstáculos que vão ter pela frente, clima e o traçado do terreno em particular os 50km….”, conselho do experiente atleta Vitorino Coragem.
Perfil altimétrico da prova de 50 Km
“Próximo destino…. Piódão….
Com o vestuário para enfrentar temperaturas negativas em média Montanha.
Gorro, Luvas, Buff, meias altas de lã, manta térmica, Corta-vento com forro polar, calças, comida e bebida energética, mochila, telemóvel.
Prevendo-se queda de neve a partir dos 1200 metros nos próximos dias, vamos passar por três picos a cima desta altitude, Colcurinho, S. Pedro do Açor, Pico de Cebola…. e ali a Serra da Estrela tão perto…
Aliás é o material que te aconselho para o Trail Inatel Piódão…”, conselho do experiente atleta Rui Simões.
Perfil altimétrico da prova de 21 Km
E é isto, ou como se costuma dizer: quem vai para o mar avia-se em terra.

Podem consultar toda a informação da prova no site da mesma clicando aqui. Lá encontram informação sobre o secretariado, material obrigatório, abastecimentos, etc., etc..

Será que vai nevar no próximo sábado?
Continuação de bons treinos e até Sábado no Piodão!!!

TOP do Mês ACCVCAVI – Janeiro 2014

E eis o primeiro TOP ACCVCAVI do Ano. Foram cinco as semanas que entraram para as contas do TOP de Janeiro, de 30/12/2013 a 2/2/2014.

Foi um mês cheio de actividade, onde os 65 atletas que contribuíram com mais de 0 Km para este ranking, correram no total o bonito número de 11.169,10 Km. Imaginem agora se os oito atletas que também pertencem ao grupo e não mexeram uma palha nestas cinco semanas tivessem corrido alguma coisa, qual o número fantástico de quilómetros que teríamos atingido!!!

Os três fantásticos atletas que mais contribuíram para estes mais de 11000 Km, merecem todo o destaque no pódio deste mês e foram: Joost De Raeymaeker, João Vargas e Ricardo Cabo.
O Joost, entre viagens e corridas por três países diferentes, conseguiu o terceiro lugar do pódio com 387,4 Km corridos. O Vargas, que já levava nas pernas mais de 150 dias consecutivos a correr diariamente, contribuiu com 469,5 Km e recebe assim a prata deste mês. No topo do pódio e o merecidíssimo ouro do mês, está o fantástico Ricardo Cabo que contribuiu com 607,1 Km. Números impressionantes os destes três atletas!!!
O prémio Red Bull Dá-te Asas, sem qualquer patrocínio da referida bebida, foi este mês disputadíssimo, sendo a diferença entre os dois primeiros classificados de apenas 1 segundo!

As Asas de Bronze vão para o excelente João Soares, que correu 331,8 Km à media de 4:28/Km; As Asas de Prata vão para o Joost que correu 387,4 Km à média de 4:17/Km; e as Asas de Ouro vão este mês para o Ricardo Cabo que correu os 607,1 Km à média de 4:16/Km. Este homem arrisca-se a ser multado por excesso de velocidade nos seus treinos!!! É igualmente um grande feito, o Ricardo ter destronado o Joost deste prémio que era seu desde que ele existe. Esperamos uma luta renhida nos próximo meses…

No que diz respeito aos trepadores, os prémios da montanha foram para: Montanha de Bronze, com 8032 metros trepados, Nelson Diogo. Montanha de Prata, com uns fantásticos 8835 metros trepados, Vítor Capelas. E o grande prémio Montanha de Ouro de Janeiro, com  uns espectaculares 9534 metros trepados, o Paulo Taboas. Parabéns a todos!!!

O TOP feminino ficou este mês arrumado do seguinte modo: com menos de meio mês de participação mas com muita aplicação, a Sofia Roquete ainda chegou ao Bronze com 96,6 Km corridos. A Prata vai para a Bo Irik com 133,3 Km corridos este mês. E o Ouro de Janeiro, com 179,6 Km corridos, vai para a fantástica Susana Vilaça. Parabéns a estas excelente atletas.

Uma Menção Honrosa para a Sofia Roquete, que completou durante este mês os difíceis 47 Km dos Trilhos dos Abutres, em 7h50, que é um fantástico resultado. Parabéns!!!

Não podia esquecer o tão desejado prémio de Coxo do Mês, que em Janeiro vai com todo o merecimento para o meu amigo e pai do nome deste grupo “Ai Cristo Cristo Vem Cá Abaixo Ver Isto”, Alexandre Perdigão, que correu (ou diria antes arrastou-se) em Janeiro na espectacular distância de 6,9 Km!!!

No próximo mês há novo TOP. Bons treinos para todos e lutem com afinco pelos lugares cimeiros, como diz a publicidade: quem corre 2 um dia corre 42 😉