Douro Ultra Trail

599 Dias, foi o tempo que passou entre o passado dia 5/10 e a última vez que tinha corrido mais de 20 quilómetros.

Desde a mítica participação no UTMB em 2016, que a minha performance desportiva anda a tender para zero, a forma física a tender para a circular, e toda a rotina desportiva e de treino muito intermitente.

Curadas as maleitas físicas, falta arranjar a motivação para recomeçar a treinar com maior regularidade e intensidade. É um processo que já conheço bem e, talvez por isso, esteja a custar mais voltar às rotinas de treino.

A boa disposição e a positividade mantêm-se o que já é um pouco de caminho andado.

Continuo tão positivo que arrisquei participar no Trail de 25Km inserido no Douro Ultra Trail.

A parte do positivo vem de que estava convicto que conseguiria treinar o suficiente em dois meses, incluindo as férias de verão, para realizar esta prova de 25Km com algum conforto. Objectivos falhados.

Apesar de nas últimas semanas já ter corrido um pouco, o resultado de quem se manda de cabeça para uma prova de 25Km sem o treino adequado só podia ser um: um valente EMPENO.

A meio caminho pelo Douro

Esta minha corrida resume-se em poucas linhas.

Paisagens fantásticas no Douro Vinhateiro.

Uma corrida em ritmo tranquilo até aos 15Km.

Dos 15 aos 18Km tentei correr num trote muito forçado.

E a partir dos 18Km, onde “morri” numa subidinha, fui até à meta em modo Walking Dead.

Quando passei pelo Miró Cerqueira, (o autor da foto em cima), antes de disparar a objectiva exclamou: “Que grande empeno com que tu estás!”…

E era bem verdade.

Sobre mim…

Chamo-me Nuno Gião e sou um atleta de pelotão que gosta de correr longas distâncias. Se há uns anos atrás me tivessem dito que ia correr uma meia maratona eu chamaria louca a essa pessoa. Imaginem se me dissessem que em 2014 iria correr uma prova 100 Km... Actualmente corro Ultra Trails, participo em desafios de endurance na natureza e é sempre uma enorme satisfação que cruzo as mais fantásticas paisagens. Tento superar os diversos desafios a que me proponho. A vida é demasiado curta e bonita para ser desperdiçada sentado num sofá.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.